O peso de uma folha de papel

Folhas de papel são ótimas para usar como exemplo, fáceis de manusear, podem ser amassadas, dobradas, rabiscadas e até rasgadas se quisermos. Mas, como sugere o título desse texto, o peso de cada folha varia de acordo com o exemplo escolhido, e no caso de hoje, falaremos do perdão. O perdão esta diretamente relacionado a Igreja, ao cristianismo ou a Religião, mas não é sobre isso que viemos falar hoje. Mostraremos hoje a força e o peso que essa palavra tem em nossas vidas, o poder que a presença ou a falta do perdão tem de controlar nossos sentimentos e para isso, nada melhor que uma boa dinâmica. Conforme comentado acima, gostamos de usar folhas de papel já descartadas, então, amassamos várias delas até virar bolinhas de papel, depois pedimos que os acolhidos enchessem a mão com as bolinhas e de mãos cheias realizassem atividades cotidianas como abrir uma bala, coçar a cabeça ou brincar com uma bola. É muito legal perceber que a dinâmica tem um alcance profundo. Depois de realizadas as atividades, a Psicóloga Camila Cancini relacionou as bolinhas de papel com as mágoas que carregamos em nossas vidas, perguntando qual é a sensação de carregar essas mágoas em nossa mala. Aceitar os erros é o primeiro passo para liberar o perdão, fazer com que a vida fique mais leve percebendo que não vale a pena guardar determinados sentimentos. No desenvolvimento da dinâmica, também pedimos para que todos fechassem os olhos para refletir qual magoa gostariam de jogar fora. Com eles mesmos, com alguém próximo ou mesmo com algum político segundo depoimento espontâneo de um acolhido. Outros depoimentos também vieram a tona, mas falaremos deles outra hora. Encerramos o momento com a música "É preciso saber Viver" da banda Titãs, inspirando novas reflexões. É importante lembrar que isso tudo só é possível graças ao coração generoso das pessoas que nos acompanham curtindo e compartilhando esse trabalho pelas redes sociais e também àqueles que colaboram com seu dinheiro, seu tempo e suas vidas.


Paz e Bem!




0 visualização
SOBRE NÓS

O Albergue Santa Luíza de Marillac foi fundado em 27 de março de 1959 pelo então Arcebispo de Maringá, Dom Jaime Luiz Coelho. A instituição é uma casa de passagem, mantida por doações, que abriga pessoas em situação de vulnerabilidade social por um curto período

  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
LOCALIZAÇÃO

R. Fernão Dias, 840 - Zona 09

CEP 87.014-000

Maringá/PR, Brasil

(44) 3023-6565

(44) 9 2000-6474

contato@alberguemaringa.org.br

CONTATE-NOS

© 2019 por Albergue Santa Luíza de Marillac.